Central de vendas: (31) 3110-8001

5 passos para aumentar a economia doméstica hoje mesmo!

Todos temos vários sonhos na vida, não é mesmo? Comprar um apartamento, viajar ou dar um futuro melhor para os filhos são alguns objetivos que perseguimos em certos momentos da vida.

Contudo sem organização financeira fica complicado realizar esses desejos. Se esse é o seu caso e está difícil manter as contas em ordem, comece a mudar agora mesmo com as dicas de economia doméstica apresentadas neste post! Boa leitura!

1. Analise suas receitas e despesas

Para aumentar a economia doméstica, em um primeiro momento, é necessário identificar seus hábitos financeiros e todo dinheiro que entra e sai no dia a dia. A melhor maneira de fazer isso é anotando todos os gastos e as receitas durante um período (um mês, por exemplo).

Pode-se utilizar uma planilha eletrônica, aplicativos de smartphones específicos para esse fim ou o bom e velho papel e caneta. Independentemente da escolha, o essencial é não deixar nada passar. Mesmo gastos aparentemente pequenos e inofensivos devem ser incluídos nas anotações, já que eles podem fazer grande diferença quando somados.

2. Corte gastos desnecessários

Com os gastos listados e organizados, fica mais fácil analisá-los e identificar qual a situação do orçamento doméstico. Caso você perceba que está gastando mais do que recebe, é hora de tomar uma atitude para resolver isso: cortar os gastos que possam ser considerados excessivos ou desnecessários.

Essas escolhas precisam partir de um consenso entre a família, mas alguns pontos costumam concentrar os principais desperdícios: planos de TV a cabo com canais demais, planos de telefonia exagerados e despesas descontroladas com saídas nos fins de semanas são alguns exemplos de itens que levam seu dinheiro embora rapidinho.

3. Pesquise preços

Na hora de ir às compras, não caía sempre na primeira oferta. Com uma boa pesquisa, é possível economizar valores preciosos, que farão toda a diferença nas contas do mês.

E não dá nem para usar a preguiça como justificativa para não fazer isso. A internet oferece ferramentas que, com poucos cliques e em segundos, permitem comparar o preço de qualquer produto.

4. Use programas de fidelidade

Quem usa cartão de crédito ou acumula pontos com programas de fidelidade de determinadas lojas não deve desprezá-los. Reunindo um número suficiente de pontos, é possível trocá-los por produtos ou serviços sem nenhum custo adicional.

O segredo para conseguir uma boa economia por meios desses pontos acumulados é utilizando-os para pagar ou obter descontos em despesas realmente necessárias. Fique atento à validade dos pontos e não faça compras apenas para ganhá-los.

5. Defina metas de economia doméstica

Para se manter motivado durante o processo de ajuste nas contas, é importante que eventuais cortes façam sentido. A melhor forma de fazer isso é definindo metas.

Liste quais são os desejos e o quanto é preciso economizar por mês para alcançá-los. Pense, por exemplo, que você quer sair do aluguel e se mudar para um imóvel próprio. Logo, adéque o seu orçamento para que esse objetivo se torne plausível, inclusive estipulando prazos.

Com isso, fica mais fácil perceber que a economia doméstica traz mais vantagens do que sacrifícios e que, com disciplina e planejamento, seus objetivos serão concretizados.

Achou este texto interessante? Então assine a nossa newsletter e receba as atualizações do blog direto no seu email!

 

Equipe Unenco

Assine a nossa newsletter

Receba as novidades e dicas da Unenco direto na sua caixa de entrada

Sair

Escolha o empreendimento